tumblr_ngby66VfSY1se6p7no1_1280
Textos Amor

Pessoas passageiras – Um texto sobre todos nós

Sempre fui a pessoa que discordava de que caminhos seguem muitas vezes separados de quem amamos. Sejam eles, amigos ou a pessoa que acabamos escolhendo para ser o nosso alguém. Sempre lutei, nadei contra a maré e bati de frente, gritando para o mundo que não, pessoas não precisam ser passageiras. Não quando existe amor. Mas a vida andou me ensinando com alguns tropeços que, a vida segue. E cada um tem seu próprio trilho, sua própria história para percorrer.

Sempre fui de querer carregar todos no peito, na alma. Amigos de infância, amigos do trabalho, da faculdade, de uma mesa de bar, uma noite de sexta na internet. Sempre achei que, no momento em que elas entrassem não precisariam mais sair. Mas olhe só pra dentro de si, como o tempo nos faz mudar e pensar diferente. Seja da forma mais fácil ou da mais difícil. Sim, muitas vezes dói ver que alguém importante, não está mais tão presente. E a gente se pergunta de quem foi a culpa. Quem se esforçou menos, quem correu mais atrás. Quem deixou de ser…

Mas a verdade é clara: são poucos os que ficam. Não porque lutaram mais, mas porque são o que são. E os que se foram? Os que vemos passando nas redes sociais mas não existe nada além de uma curtida. Os que mudaram tanto, desde o última dia na escola, ou a última tarde de conversas jogadas fora. Eles continuam ali, mesmo que buscando outro trem, outro destino. Eles não apagaram o que foi vivido, assim como não descartamos. Ainda existe amor e boas recordações. Sempre haverão aquelas memórias nunca esquecidas.

E qual a moral da nossa própria história?

Seguir em frente não é algo ruim. Escolher caminhos diferentes, não quer dizer apagar tudo que foi vivido. Existem pessoas que aparecem, nos fazem viver coisas incríveis e se vão. Como uma parada em uma estação. E isso não precisa ser algo ruim. É um capítulo escrito, que nos faz ser quem somos todos os dias. Pessoas que entram e nos mudam. Nos fazem amar e nos permitem continuar. Cada um de nós temos nosso próprio interior. Também somos passageiros. Também amamos quem vai e quem fica. Não existe necessariamente um lugar para o amor. Ele acontece o tempo inteiro, em qualquer lugar. Com qualquer alguém. Que vai ou que fica. Tudo bem, se for pra ir…

 

{infos} Photo by: Eli Friedmann

Ingrid Brandão

Sereia. Cigana. 24, do Ceará, de SP e do mundo. Bagageira de emoções. Um desastre. Amante de musica boa, filme chororô e lugares desconhecidos. Amante do amor. Todo tipo de amor. Vamos nos amar.

3c89e3700c2494b2addd9915f4dc9729
Textos Amor

Somos NATUREZA

Quando eu era criança não fazia à menor ideia de que animais domésticos eram vendidos, por qualquer motivo que fosse. Como sempre adotei todos os bichinhos que criei até hoje, não tinha a menor ideia e possuía até uma visão inocente de que todos os adultos faziam como nós, que era normal todos adotarem, e apenas adotarem. Até eu descobrir que existia um comércio e que vida não era tão cor de rosa assim como eu imaginava.

Ainda bem isso aconteceu tarde e que esse sonho mágico de vida que existia na minha mente demorou a se desfazer. Através dessa ilusão de criança, cresci tendo apenas um objetivo com os animais: amar. Cresci trazendo animais de rua para dentro de casa, doando os filhotes das minhas cachorras e criando dessa maneira dentro de mim os melhores sentimentos possíveis, os sentimentos mais autênticos e puros que só os animais possuem.

Quando conheci a verdade, ela infelizmente me libertou. E me mostrou que quem estava preso mesmo eram as pessoas, e não os pássaros. E para a minha tristeza quem arcava com as consequenciais eram os que menos mereciam. Não conseguia ligar os pontos de raciocínio dessas mentes tão sem lógica. Não acreditava como as pessoas poderiam ser tão más com elas mesmas de não poderem amar quem só tinha amor para dar.

Com o amadurecimento, começamos a ver as coisas como elas realmente são, da perspectiva mais realista, humana, crua e fiel possível. Infelizmente, percebemos que consumimos/maltratamos/desrespeitamos os animais, a vida em que eles foram inseridos e o seu habitat. Animais esses que também sentem dor, sofrem e podem ter sentimentos. E tenho certeza que enquanto houver esse comércio desregulado, essa falta de amor e respeito, existirá a desvalorização da nossa maior ‘’propriedade’’: a natureza. Cães e gatos sendo trocados por moedas, campos sendo trocados por prédios, rios sendo regados de esgoto e as ruas de lixos contaminados.

Hoje percebo o quanto o ser humano ainda não evoluiu, o quanto somos presos na nossa trágica alienação. Achamos que o sim é sim, o não é não e com isso nunca mais mudamos de idéia. Tradições, culturas e costumes medievais se tornam intocáveis e sagrados, mesmo sendo indignos e subumanos, apenas por serem ‘’tradições’’. Ideias que não podem ser contraditadas. O capital que não pode ser moderado. E o afeto que não pode ser preservado.

Acredito que ainda temos muito que aprender com a evolução dos cachorros, que diferentemente da nossa, é legítima. Eles evoluíram do irracional para o sentimental. E não apenas tratam coisas como coisas, mas sentem sobre aquelas coisas. Os sentimentos que eles adquiriram foram justamente os que nós deixamos enfraquecer.  Entretanto, graças à benevolência do criador, fomos presenteados com esses seres, para quando perdêssemos o amor, eles nos complementassem.

Nosso retrocesso começa quando colocamos o dinheiro acima dos sentimentos. Quando deixamos de praticar o que a criança que éramos faria. Então, perdemos a capacidade da comoção e passamos a entrar em um estado de degradação. Destruindo o que nos trouxe a vida: o amor. Nossa percepção e olhar sobre o mundo deixam de ser sobre o mundo e se tornam sobre nós mesmos. Árvores se tornam móveis para nossa casa, cobras se tornam sandálias para os nossos pés e o ar que respiramos se torna cinza, assim como a nossa mente.

A evolução será essa: olhar o próximo como a si mesmo. Os campos, os pássaros, os rios, as vegetações, o céu, os animais e as plantas como olhamos para nosso reflexo no espelho. Enxergando neles um complemento nosso, em que a relação é mútua e dependente. E que necessitamos uns dos outros, aliás, SOMOS e fazemos parte uns dos outros. Somos interligados, conectados, dependentes e inteiramente vinculados uns aos outros. Nossas atitudes mudam a vida do lugar onde vivemos e dos seres com quem vivemos. Aprender a respeitar o ser vivo é aprender também a amar a VIDA.

tumblr_o2jxa7pQ8e1qh676ro1_500

 

”Vendemos o que vestir, o que comer, a água que tomamos, o remédio que nos curamos, a luz que nos iluminamos, a terra que pisamos, mas que não vendemos que o amor em que cativamos.”

Damilly Mourão

Olá, meu nome é Dami(lly), tenho 22 anos e estudo psicologia. Tenho como inspiração o contato com a natureza, com os animais e as pessoas que me cercam. Fotografia é minha maior paixão e busco através do cinema, da música e da literatura minha fonte de arte e criação.

tumblr_nrtnb5Qouy1qeq50yo2_1280
Arte Cinema Amor

Para assistir e viajar: Copenhagen

Se tem uma coisa que eu A-M-O é assistir um filme e poder viajar nele. Estar presente em cada cena, cenário, diálogo e silêncio. Fazer parte do filme só por senti-lo de verdade. E foi o que aconteceu com o filme Copenhagen.

Comecei a assistir sem expectativa nenhuma. Nem curti muito a sinopse e fui preparada para um filme qualquer. Mas sim, me enganei. De início, não gostei do protagonista Willian (Gethin Anthony), por ser clichê até demais. O típico carinha pegador, idiota e solitário. Que conhece Effy (Frederikke Dahl), uma menina de 14 anos que consegue ser tão profunda e serena ao mesmo tempo. Uma adolescente capaz de dar uma revira-volta dentro do interior de Will. O fazendo ver o mundo a sua volta, as possibilidades de se permitir e conhecer outros interiores.

tumblr_nt8lj4XO2T1tsup59o1_1280

A história se passa na capital da Dinamarca, Copenhagen. Com uma fotografia de tirar o fôlego, explorando lugares turisticos e cenários encantadores. Uma trilha sorona deliciosa de se ouvir (está disponível no spotify) e assuntos interessantes a serem abordados. Will, de Nova Yorque, deseja encontrar seu avô e entregar uma antiga carta do pai. Em busca de respostas, mal sabia ele que no caminho, iria se encontrar como pessoa. Uma viagem de alto-conhecimento e desconstrução de ideais. Os dois, com diferenças de idade, de vida, histórias e gostos, aprendem um com o outro e descobrem limites reais. Talvez não se trate de um romance mimimi, mas sim de se permitir mudar e aprender. De respeitar e ceder. A relação dos dois me faz sentir uma leveza absurda. Cada um com sua bagagem emocional, trilhando seu próprio caminho e guardando no peito o que cada um significa para o outro.

tumblr_o62mojP7pT1tru4x5o2_1280

Minha opinião sobre o filme + spoiler alerrrrt

Não é exatamente meu tipo de história preferida, foge de muitas coisas que concordo e o personagem principal me dá uma agonia danada, porém, me permiti enxergar com outros olhos e ver de outro ângulo. Acho que na vida inteira, conhecemos pessoas incríveis que nos fazem ver o mundo de uma forma diferente. E muitas dessas pessoas, são passageiras. Não precisam ser eternas pra que deixem marcas e que nos façam crescer e mudar. E acho que foi isso que representou os dois. Mundos diferentes, opiniões diferentes, mas aprenderam sobre respeito e amor. Porque todos nós somos diferentes, né? Mas ainda somos humanos. E estamos nessa vida para amar e respeitar, não é mesmo?

Assistam e me digam o que acharam, ele está disponível na netflix. E ah, ouvi falar que vai ter continuação, hein? <3

 

Ingrid Brandão

Sereia. Cigana. 24, do Ceará, de SP e do mundo. Bagageira de emoções. Um desastre. Amante de musica boa, filme chororô e lugares desconhecidos. Amante do amor. Todo tipo de amor. Vamos nos amar.

post

Oláris! Vos trago aqui os meus cantos virtuais. Sites que pra mim, têm um valor simbólico e sentimental. Muitos, alguns conhecem, outros ainda são meio raros. São relacionados a música, filmes, textinhos mimimis, decoração e redes sociais interessantes. Farei uma explicação rápida de cada um e direi como os uso no dia a dia. Espero que também seja proveitoso para vocês, de alguma forma.

ello
Ello

Ello é uma rede social lindinha criada pra ser simples e inspirar. Lá você pode seguir pessoas e favoritar as que mais gosta, como no twitter. Pra quem gosta de design, fotografia e arte no geral, lá é o lugar pra encontrar muita gente talentosa e muitos posts inspiradores. Vários artistas usam essa rede social para divulgarem seus trabalhos. Como diz o slogan: discover inspiring people and beautiful things you won’t find anywhere else. Então venham me amar no Ello e vamos encher aquele lugarzinho de amor. Meu perfil <3

 

filmow
Filmow

Um dos meus amores mais antigos e verdadeiros, haha. Uma rede social sobre umas das melhores coisas da vida: filmes e séries. Não lembro exatamente como eu a encontrei, mas desde então, é onde guardo tudo que assisto. Lá você pode marcar todos os filmes e séries que você já assistiu, favoritar, debater, avaliar, criar listas temáticas e, claro, conhecer gente nova. Cada filme/série/documentário, tem sua própria página onde você pode encontrar fotos, trailers, sinopses, notas e a opinião de outras pessoas. Eu particularmente acho muito útil para descobrir filmes novos e para saber se aquele filme do Netflix vale a pena. Se quiserem conhecer mais sobre mim e meus filmes favoritos é só dar uma passadinha lá no meu perfil.

 

bauthentique
B-authentique
Esse é um achado muito precioso e que creio não ser mais segredo pra ninguém. B-authentique é uma revista online sobre fotografia feminina com trabalhos de fotógrafos e modelos do mundo inteiro, inclusive de brasileiros, que têm aparecido cada vez mais por lá. Além das fotos, a revista também contém entrevistas bem interessantes. Cheia de ótimas referências para quem fotografa, é incrível ver o toque e estilo de cada fotógrafo, cada lugar e cada modelo. Existem fotos de todos os tipos categorias: nude, bed, old school, tattoo e etc. Eu, que amo demais fotografia feminina, passo horas e horas babando e desejando um dia chegar perto de fotografar nesse nível. Então se você fotografa também, que tal mandar suas fotos, hein? Tô me preparando e me organizando para, um dia, mandar as minhas hahaha.

 

8tracks
8tracks
Uma das coisas mais sensacionais que já fizeram! Se eu pudesse ter criado um site de utilidade pública, seria SEM DÚVIDAS, o 8tracks. A solução para todos os problemas da vida: música. Quando você está triste, feliz, cansado, estressado, querendo viajar, apaixonado, seja o que for, lá sempre tem uma playlist pra você. É só digitar na busca como você está se sentindo e aparecerão infinitas playlists felizes, tristinhas e etc para melhorar o seu dia ou para você ficar remoendo esse mimimi (eu amo hahaha). Você também pode criar sua própria playlist, favoritar e seguir outras pessoas e suas playlists para ouvir quantas vezes quiser. Ainda é uma ótima fonte para descobrir música boa e desconhecida. Lá que eu conheci algumas das minhas bandas favoritas e que hospedo as playlists aqui do blog. Melhor coisa, sim ou claro? 8tracks detalhesedefeitos

 

tumblr
Tumblr

Meu lugar preferido no mundo. Onde morei por anos e anos e onde conto minha história interior mais do que em qualquer outro lugar. O tumblr todo mundo já conhece, né? Mas não podia não falar dele já que trás tanto de mim. Mas pra quem não conhece, é uma rede social estilo blog que você também pode seguir pessoas e ver suas postagens. Tem muita foto linda, textos lindos e pessoas cheias de amor. Tenho o meu desde 2010 e é amor eterno! Armazeno algumas fotografias que gosto muito e também textos meus bem chorosos, da época que eu era a melancolia em pessoa haha. Mas não tenho vergonha, faz parte de quem sou. Então quem quiser dar uma espiadinha no meu <3

 

airbnb
Airbnb

O ultimo mas não menos importante. Também bem conhecido, o Airbnb já me proporcionou momentos lindos. É um site de aluguel de casas no mundo inteiro. Lá tem lugares incríveis e totalmente diferentes de hotéis, desde casas que foram cenários de filmes e séries, até casas mais baratas, mas que ainda têm seu charme, e mansões maravilhosas. O que o seu bolso preferir. Além de tudo isso, sou apaixonada pelo design do site e também pelas casas em si. Amo escolher um lugar qualquer do mundo e ficar vendo as casas e suas decorações. Ver como tem tanta coisa linda e bem feita, tanto lugar mágico e diferente. Quando fui pra Buenos Aires, fiquei num loft que era a coisa mais linda do mundo, era exatamente como nas fotos. Eu e meu namorado passamos uma semana e valeu a pena demais, mais que recomendado. Então pra mim, o site tem duas utilidades: usar como inspiração pra decoração da minha casinha ou se hospedar em algum lugar fantástico do mundo.

Enfim é isso. Mostrei meu mundinho pra vocês e adoraria muito conhecer o que vocês amam. Amo sites desconhecidos e interessantes. Vamos trocar figurinhas?

Ingrid Brandão

Sereia. Cigana. 24, do Ceará, de SP e do mundo. Bagageira de emoções. Um desastre. Amante de musica boa, filme chororô e lugares desconhecidos. Amante do amor. Todo tipo de amor. Vamos nos amar.